terça-feira, 31 de março de 2009

O resgate da "comida gostosa"

Há meses recebi de um amigo jornalista da área gastronômica a indicação do blog do chef Julinho (Júlio Bernardo, do restaurante Sinhá). "Olha que figura". É mesmo. E mais que isso: escreve bem e é corajoso. Em um universo em que a maioria dos profissionais troca elogios em público e há justificativa para todo e qualquer preço exorbitante praticado, ele ataca chefs "incriticáveis" e destrói alguns mitos, como o do cafezinho gourmet custar caro. Virei leitora.

Muitas vezes não concordo com suas opiniões. Mas acho que seu tom muito franco e as polêmicas de seus posts geram uma espécie de fórum online. E discussão, a gente sabe, quando não-gratuita ou leviana (nem sempre possível em fóruns), é bem vinda.

E tem uma máxima do chef Julinho que eu estou muito de acordo: a comida gostosa sumiu. Ninguém comenta mais dela. Só se fala em "interessante", "curiosa", "inovadora", adjetivos que nem sempre significam o que mais interessa: comida boa de comer.

Mas, para a nossa alegria, a comida saborosa - e despretensiosa - está de volta, ressurgindo aos poucos em restaurante como o Anita e o Dalva e Dito (que ainda que não esteja redondo, na opinião dos que foram, inclusive do Julinho, tem esta proposta). Foi este o tema da última edição do Boa Vida, que eu não tinha visto já que por algum enigma técnico não foi publicado na página do videocast.

Nada contra as criações, os fusions e os contemporâneos. Acho mesmo que há espaço para todo mundo. Mas que às vezes você troca qualquer pato-confit-com-crosta-de-alguma-coisa-e-coulis-de-outra por um belo arroz com feijão preto e fígado acebolado, isso é bem verdade.

(No vídeo há também o passo-a-passo do cuscuz paulista servido no Anita.)

Clique aqui para assistir.

5 comentários:

Júlio Bernardo disse...

Boa noite, Marina!
Muito obrigado pela citação e pelos elogios!
É muito legal saber que o Papo de Boteco é frequentado por jornalistas da área gastronômica.
E é natural que não se concorde com todos os meus pensamentos.
Mas só de levantar discussões sadias como a da comida gostosa e do cafezinho já fico feliz da vida.
Mudando de assunto, conhece o Sinhá?
Quando quiser me visitar será um tremendo prazer te receber.
Abração!

Marina Fuentes disse...

Oi Julinho, tudo bom? Claro que é normal discordar. Se todos concordássemos sempre já imaginou a chatice do mundo? Conheço o Sinhá sim, moro pertinho. Uma hora te faço uma visita, obrigada pelo convite!

abraços!

Tiago Mesquita disse...

O Blogue é muito legal.

Jefferson "Jazzy" disse...

opa. Fiquei curioso pra conhecer o Sinhá e também o chefe.

Onde Fica o restaurante?

Abraços

Marina Fuentes disse...

Oi Jefferson, vai lá: o Sinhá fica na Rua Antônio Bicudo, 25, em Pinheiros. Telefone: 3081-4627.
Abs!